quinta-feira, maio 24, 2018

O Espelho "Salazarento" na Política...


Claro que não gosto de ex-primeiro-ministros corruptos, mas também me incomoda o falso "retrato" que se tenta fazer de alguns políticos, aos quais só falta dizer que saíram mais pobres depois de terem sido governantes do país. Normalmente são colados à imagem "séria" de Salazar, mais falsa que judas, que a direita tanto gosta de apregoar...

Cavaco Silva e Passos Coelho são os dois ex-primeiro-ministros mais próximos desse paradigma, na chamada "terceira República". Se o primeiro acabou por estragar esta imagem, quando as famosas acções do BPN e a troca de vivendas no reino dos algarves se tornaram públicas, o segundo ainda continua a ser elogiado por continuar a viver em Massamá e passar férias na Manta Rota (até um dia destes, provavelmente, quando descobrirem que afinal também  "mudou de vida")...

(Fotografia de autor desconhecido)

quarta-feira, maio 23, 2018

A "Vida dos Outros" Continua a ser cá um "Filme"...


Passei para baixo e duas das minhas vizinhas estavam ali, na esquina, a falar em surdina sobre a vida "interessante" de alguém. Disse boa tarde e continuei a caminhada para o centro da cidade.

Quarenta e alguns minutos depois eu estava de regresso e elas continuavam no mesmo sítio, a conversar no mesmo tom de voz. Provavelmente a quererem guardar segredo de algumas das notas que "pintam" o quotidiano do nosso  "bairro"... 

Desta vez passei sem dizer nada, para não interromper nenhuma cena do "filme" cujo guião - "a vida dos outros" - desperta sempre grande curiosidade alheia...

(Fotografia de Marvin Newman)

terça-feira, maio 22, 2018

Expo 98, um Acontecimento Memorável


Se há algo que nos deve deixar orgulhosos foi a realização da Expo 98, que para muitos era uma iniciativa megalómana. Mais uma daquelas que não éramos capazes de fazer, pelo menos com o brilho de outras feiras memoráveis...

(Claro que não vou fazer publicidade aos "corruptos" do regime, que sempre que cheira a dinheiro, guardam o que podem, e não podem, nas suas calças dos bolsos fundos...).

Não sei se o mais importante foi a recuperação de uma das zonas mais poluídas e feias de Lisboa, ou o nosso amor próprio, percebermos que a palavra impossível (tão do gosto dos muitos "velhos do restelo", que continuam sem arredar pé, rente ao Tejo...), nem sempre tem utilidade.

Como comprámos o passe de três dias, fomos lá três vezes, duas delas com o meu filho, que tinha meses (nascera em Abril desse ano esperançoso...) e aparece na fotografia ao colo da mãe e ao lado do Gil. 

Fomos ainda uma quarta vez, mas só à noite, a bordo de um cacilheiro, para assistirmos ao bonito espectáculo pirótécnico e musical de encerramento da Festa (penso que diário...).

E entretanto passaram 20 anos...

(Fotografia de Luís Eme)

segunda-feira, maio 21, 2018

A Deusa Deitada...


Um dia destes ao passar pelos jardins da Gulbenkian, descobri um conjunto de esculturas que estavam no chão, numa zona que não é tão pública como as outras (embora não precisasse de saltar muros ou ultrapassar sentidos proibidos...).

Claro que tirei uma fotografia, até pelo insólito daquela "Deusa deitada", que não deixava de ter algo de belo.

Pensei ainda que os artistas plásticos - de outros séculos - foram uns autênticos visionários (felizmente com a permissividade de muitos reis e rainhas...), despindo as suas musas de pedra ou bronze ou os modelos dos seus óleos.

E nesses tempos não mereciam qualquer reprovação, porque na "Arte" quase tudo era permitido... até despir quem se vestia do tornozelo ao pescoço...

(Fotografia de Luís Eme)

domingo, maio 20, 2018

A Lisboa que Entardece...


Ontem andei por Lisboa, pelas colinas que se tornaram bilingues.

Tirei vártias fotografias à Lisboa que entardece, de mão dada com o Rio, que se transforma em Mar, quando começa a alargar os seus horizontes e a banhar tantos lugares... 

Claro que é um mar especial, um "Mar da Palha"...

(Fotografia de Luís Eme)

sábado, maio 19, 2018

Gostar de Espreitar a Dor dos Outros...


Sei que a receita de sucesso de muitos dos programas televisivos é a exploração da desgraça alheia.

Isso não acontece por acaso. Há muito boa gente que gosta de espreitar a dor dos outros. E se for  a "dor" de alguém conhecido - um artista da rádio e tv -, ainda melhor. Exclamam com satisfação, umas para as outras, como se percebessem pela primeira vez que as pessoas que entram em telenovelas e enchem as páginas das revistas coloridas, também são "humanas".

Sei que isto não revela apenas estupidez natural ou défice cultural, espelha sobretudo o vazio das vidas de uma grande parte das pessoas, que precisam de "alegrias e tristezas alheias" para conseguirem sobreviver, neste mundo estranho...

(Fotografia de Luís Eme)

sexta-feira, maio 18, 2018

A Secura (de palavras)...


Ando num daqueles períodos em que não sinto muita vontade escrever. De vez em quando acontece.

Desculpo-me com as ruas, que estão cada vez mais silenciosas, tal como os transportes e as paragens, cada vez com mais gente presa ao "rectângulo mágico"... ou seja, a paisagem humana não tem sido muito inspiradora.

Mesmo quando atravesso o rio e passo por Lisboa, noto  que mesmo as coisas aparentemente banais estão a mudar demasiado rápido. 

Não é apenas o facto de se estar a tornar inglesa, francesa (e até chinesa, entre outras coisas...). Com todas estas transformações nem sequer temos tempo de aprender todas estas línguas...

(Fotografia de Luís Eme)

quinta-feira, maio 17, 2018

A Alienação Televisiva...


Eu sei que é sempre bom olharmos para dentro de nós, ajuda-nos a compreender um pouco melhor os outros, por mais complicados que sejam...

Cá por casa não acho muita piada que a televisão viaje por canais como a "SIC Mulher", que olhe de relance programas que não me dizem quase nada.

Mas os episódios lamentáveis sobre o Sporting, dos últimos dias (e não sou sportinguista...), têm-me deixado mais preso à televisão do que devia. Sei que tudo isto tem uma técnica, que a forma como somos "agarrados" segue o guião da telenovelas, ou seja, deixa sempre uma ponta solta, para nos manter "presos".

Depois "acordo" e interrogo-me, «o que é que eu estou a fazer aqui, isto tem algum interesse especial?»

Não, não tem. Fala-se e discute-se sempre a mesma coisa (até por falta de novidades...), mas com a utilização de vozes diferentes.

(Fotografia de Luís Eme)

quarta-feira, maio 16, 2018

A Atracção e a Exploração do Tejo


Não é só nos bairros antigos lisboetas que se nota a invasão de transportes, especialmente das cópias de todas as cores dos cada vez mais banais, "tuk-tuks", que faziam parte do imaginário dos "filmes asiáticos". 

Também o Tejo é cada vez mais alvo de negócio, com a oferta de múltiplos tipos de embarcações. Eu diria mesmo que os cacilheiros estão completamente fora de moda.  Bom são as réplicas de veleiros antigos, os barcos pneumáticos rápidos ou ainda as viaturas anfíbias...

(Fotografia de Luís Eme)

terça-feira, maio 15, 2018

Um Dia Negro Graças às Bestas Cobardes que Rodeiam o Futebol


É uma coisa impensável o que aconteceu hoje à tarde na Academia de Alcochete do Sporting.

Não há nada que justifique este ataque cobarde, por elementos de grupos, que há largos anos fazem o que querem nos estádios, com a complacência dos clubes e das autoridades. 

Infelizmente, neste caso particular, há um autor moral de todos estes acontecimentos, que nos últimos tempos tem insultado a inteligência de qualquer adepto de futebol.

As consequências podem ser de uma gravidade tal para o Sporting, que até poderão pôr em risco a presença dos principais jogadores da equipa principal, na final da Taça de Portugal, no próximo domingo.

(Fotografia de autor desconhecido)

segunda-feira, maio 14, 2018

A Gente sem Memória dos Futebóis...


Todos sabemos que quanto maior é a exposição, mais doloroso é o esquecimento... E não só é mais fácil cair-se no "poço", como este se revela mais fundo. Ou seja, quem convive com o sucesso mediático, sabe muito bem que a "vertigem entre a besta e o bestial", é quase diária...

Onde esta realidade se torna mais evidente, é no mundo do futebol, um negócio capaz de arrastar multidões cegas e facilmente manipuláveis.

A última vítima deste "mundo cão" é Rui Patrício, que depois de ter "salvo" o Sporting de uma derrota em casa com o Benfica, com meia dúzia de defesas só ao alcance dos predestinados, foi o "bode expiatório" escolhido pelos adeptos frustrados pela derrota, no último jogo do campeonato, em que deixou entrar um "frango"... 

Claro que a sua escolha pelos adeptos não acontece por acaso. Ele também tem sido o escolhido pelo presidente como o "cabecilha" do grupo de "jogadores revoltosos", que é preciso varrer para fora do clube.

Rui Patrício felizmente já tem a estátua que merece, na sua Terra Natal, que desta vez nem foi ingrata. E ninguém conseguirá apagar a sua história no Sporting e no nosso país, em que é um dos nossos melhores guarda-redes de sempre (a par de Baia e Damas), nem mesmo um presidente que se julga dono e senhor do clube que devia ser de todos os sportinguistas e não apenas de alguns...

(Fotografia de Autor desconhecido)

domingo, maio 13, 2018

O Dia da Espiga pode Ser Quando nos Apetecer...


Sei que os puristas não vão concordar, mas tal como acontece com a maior parte das coisas, que agora têm um dia para festejar, acredito que o Dia da Espiga, pode ser quando nos apetecer, na bonita Primavera...

(Fotografia de Luís Eme)